fbpx
logo grandchef

Como Aceitar as Novas Regras do Vale Alimentação em Meu Delivery?

Seguindo as novas regras do vale alimentação, trabalhadores que recebem este benefício das empresas poderão utilizar seus cartões em um número maior de restaurantes.

Algumas mudanças nas regras do benefício, abrem espaço para que o cartão seja utilizado em qualquer estabelecimento que receba pagamentos deste tipo. E não apenas para aqueles credenciados com bandeiras específicas. 

A novidade vai começar a valer a partir de 2023, portanto, todos terão tempo para se preparar para as mudanças que ocorrerão. 

Espera-se que essas novas regras possam ampliar a concorrência, já que os estabelecimentos que estejam habilitados a receber pagamentos por vale refeição poderão atender a qualquer bandeira. 

O que é o vale-refeição ou vale-alimentação?

O vale-refeição ou vale-alimentação é um benefício já oferecido por muitas empresas.

Assim, todo mês, o funcionário recebe um valor em um cartão específico e pode pagar por refeições e produtos alimentícios sem ter de usar seus cartões pessoais ou até dinheiro.

Este benefício vem a ser aceito em restaurantes, padarias, lanchonetes e vários outros tipos de empreendimentos gastronômicos, assim como, redes de supermercado. 

Vale ressaltar que estes vales não podem ser utilizados em compras de bebidas alcoólicas e cigarros. Além disso, pessoas que recebem o benefício também não podem vendê-lo para converter o saldo em dinheiro.

E como aceitar cartão alimentação e refeição em meu negócio?

Se o seu negócio é do setor de alimentos, aceitar pagamento em ticket alimentação é um grande diferencial para suas vendas e, provavelmente, uma exigência do consumidor.

Mas para isso, é importante entender muito bem as regras do cadastro. E vamos te explicar logo abaixo as regras do cadastro. 

1. Você vai precisar de uma conta PJ

Para aceitar pagamento em vale alimentação em seu delivery, é preciso ter uma conta corrente jurídica no banco onde o valor das vendas vai ser direcionado.

Ou seja, isso quer dizer que, caso você use sua conta pessoal para movimentar o dinheiro do seu empreendimento, deve abrir uma no nome da empresa para aceitar essa modalidade.

2. Seu CNPJ deve estar no ramo de alimentação

Os cartões alimentação e refeição são regulamentados pelo Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT), criado pelo Ministério do Trabalho. 

Assim, todas as empresas envolvidas de alguma forma com o benefício devem seguir as regras do PAT: a empresa que deseja oferecer o benefício aos funcionários. Seja elas, empresas de maquininha de cartão, empresas de benefícios e estabelecimentos que desejam aceitar voucher como pagamento.

Uma das principais regras definidas pelo programa é: para aceitar pagamentos em vale-alimentação é preciso ter um CNPJ cadastrado no setor de alimentos, como é o caso das padarias, supermercados e açougues.

 Já para aceitar vale-refeição, é preciso estar no ramo de refeições, como é o caso das lanchonetes e restaurantes.

Você até pode aceitar os dois tipos de cartões-benefício, desde que venda os dois tipos de produtos no seu estabelecimento: refeições prontas e alimentos para preparo.

Se a sua atividade informada no cadastro do CNPJ é de qualquer outro setor, não será possível receber os pagamentos dos vales.

3. Tenha a maquininha certa

Outro ponto muitíssimo importante ao qual você deve estar atento: sua maquininha de cartão precisa aceitar o pagamento das novas regras do vale alimentação.

Não são todos os modelos do mercado que te dão essa possibilidade, por isso, precisa se atentar. 

A dica que te damos neste momento é pesquisar bem antes de comprar ou alugar uma, se informar sobre quais bandeiras ela aceita, e quais formas de pagamento conseguirá ter por ela.

novas regras do vale alimentação

4. Fazer credenciamento

Então, além de habilitar a maquininha para o pagamento de vales, você precisa acessar o site das empresas de cartão-benefício, como Alelo, Sodexo, VR, Ticket e fazer um cadastro de credenciamento.

A empresa vai analisar se você se encaixa em todas as exigências do PAT e mandar uma proposta com os custos e regras do contrato, como as taxas sobre a transação.

Portanto, com tudo aprovado e certo, já estará habilitado as novas regras do vale alimentação em delivery.

Receba Dicas de Graça!

Receba Dicas de Graça!

Julianna Giacobbo
Julianna Giacobbo
Formada em letras pela UNESPAR, apaixonada por livros, café e escrita. Redatora no Sistema GrandChef, buscando sempre trazer conteúdos relevantes a donos de bares, restaurantes e similares. Aspirante a escritora, sempre disposta a aprender coisas novas.

Escolhas do Editor

Mais Vistos da Semana

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Announce

Cadas
tre-se

logo nova degrade fanstama

Receba grátis dicas para o seu negócio turbinar as vendas

%d blogueiros gostam disto: