fbpx

o blog do grandchef

Como Montar um Cardápio Para seu Restaurante?

O cardápio para restaurante, também conhecido como menu, é um item indispensável para qualquer restaurante.

A fim de que o seu cliente possa encontrar o que ele deseja é necessário conhecer a estrutura do cardápio e elaborá-la com muito conhecimento. 

Quando estiver montando seu cardápio, precisa pensar em proporcionar a experiência ao cliente, de acordo com as comidas e bebidas que serve. 

Assim, neste artigo o GrandChef te auxilia a como montar um cardápio ideal.

Estrutura do cardápio

Dependendo do tipo de serviço que é realizado no seu restaurante, o seu cardápio pode ter uma estrutura básica definida. Por exemplo, para o serviço a la carte, temos:

  • Entrada: saladas, canapés, bolinhos, sopas, cremes, entre outros. Os itens da entra tem uma finalidade de abrir o apetite do cliente;
  • Prato Principal: massas, risotos, aves, peixes, mariscos e carnes. Aqui são apresentados os pratos em porções maiores do que os da entrada, sendo a maior parte da refeição;
  • Sobremesa: frutas, doces, cremes e queijos;
  • Bebidas: geralmente ficam ao final do cardápio, mas se quiser pode inclusive fazer um cardápio somente para elas, para conseguir expor melhor toda a variedade.

Quando seu restaurante recebe muitas famílias, é aconselhável ter pratos mais simples que sirvam para a s crianças, ou até um menu kids.

Assim, podem ser compostos por arroz, saladas, purês, macarrão, entre outros.

Também é importante pensar um pouco em opções para pessoas com restrições alimentares, como diabéticos, hipertensos, intolerantes ao glúten e intolerantes à lactose.

Cardápio para restaurante

1. Cuidado na hora de decidir os pratos

Para criar o menu do restaurante é importante usar a inteligência e não criar opções de mais para o cardápio e que nem comportem no lugar. 

Afinal, é comum se empolgar e querer criar coisas demais, mas, manter o estoque para tudo isso não é nem um pouco viável. Além de poder te causar prejuízos. 

Acredite, é possível variar sem a necessidade de ter tantos produtos em estoque. Podendo utilizar os mesmo produtos em vários pratos de seu cardápio. 

Assim, faz com que nunca tenha baixa saída dos produtos, evitando vencimento e desperdícios.

2. Atenção aos preços

Antes de colocar preço em seus pratos considere o custo que terá os ingredientes para produzir, o custo administrativo e sua margem de lucro. 

A margem de lucro varia muito de estabelecimento para estabelecimento, mas especialistas dizem que o custo com os insumos não deve passar de 35% de seu valor de venda. 

Por outro lado, não é possível prever quando os preços das coisas irão subir, por isso é preciso pensar bem antes de tabelar os preços. 

Fazer remarcações no cardápio deixam a estética feia e tiram a credibilidade do restaurante, e o cardápio do seu restaurante tem de sempre passar a imagem correta.

3. Utilize fotos reais dos pratos

Ao contrário do que parece, o cliente prefere uma foto menos elaborada e real do que ver algo muito bom e quando o pedido chega não ser tudo aquilo que foi prometido na imagem.

Sim, as pessoas precisam sentir o desejo ao ver suas fotos, mas não pegue algo da internet para isso. A sensação de ser enganado pode fazer seus clientes nunca mais voltarem. 

Então, capriche em produzir seu prato de forma agradável para a foto. Dessa forma, o cliente sente o desejo de comer e não se decepciona nem um pouco na hora de receber o pedido na mesa ou em casa. 

Essa regra é válida para qualquer tipo de estabelecimento, seja uma lanchonete, pizzaria, restaurante ou bar. 

E para seu cardápio ser um sucesso, tudo isso deve ser combinado com um belo design de cardápio e com as características de sua marca para fixá-la na mente do cliente.

4. Cardápio digital

A última dica é sobre o cardápio digital, essa modalidade é essencial para se destacar dos concorrentes. 

Por meio dessa ferramenta automatiza várias funções do cardápio, por meio de um sistema de restaurante, como o GrandChef.

Assim, diminui os erros, aumenta seu faturamento, trás a velocidade e facilidade ao atendimento. 

Então, dê sua chance ao cardápio digital integrado em um sistema de gestão e não se arrependa. 

Sendo assim, automatizar o atendimento é a saída para a facilidade e agilidade. Reduza os gastos e aumente a rotatividade das mesas. 

Como o caso do, GrandChef é especializado na gestão do segmento alimentício, trazendo as melhores funcionalidades para bares, restaurantes e similares. 

Não perca mais tempo, baixe agora o GrandChef gratuitamente e comprove todos os benefícios do cardápio digital e um sistema de gestão.


Descubra como é ter seu restaurante na palma de sua mão de qualquer lugar em que estiver.

Cuidados que você deve ter com o cardápio

Além de selecionar os pratos, há alguns cuidados que você deve ter com a montagem do cardápio, como por exemplo:

  • Evitar repetições: não coloque o mesmo ingrediente em muitos ou todos os pratos. Garanta que seu cardápio tenha uma variedade suficiente para que todos os clientes possam ter algo que gostem;
  • Não exagerar nas opções: você pode ter problemas se tiver mais opções do que a sua cozinha é capaz de preparar ou problemas com fornecedores, caso você não consiga obter todos os insumos;
  • Não rasurar: se você precisar alterar algum produto, faça um novo cardápio. Rasurar ou colar etiquetas no cardápio prejudicam a estética dele e não dá uma imagem profissional ao seu restaurante.

Receba Dicas de Graça!

Receba Dicas de Graça!

Julianna Giacobbo
Julianna Giacobbo
Formada em letras pela UNESPAR, apaixonada por livros, café e escrita. Redatora no Sistema GrandChef, buscando sempre trazer conteúdos relevantes a donos de bares, restaurantes e similares. Aspirante a escritora, sempre disposta a aprender coisas novas.

Mais Vistos da Semana

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Announce

Cadas
tre-se

logo nova degrade fanstama

Receba grátis dicas para o seu negócio turbinar as vendas

%d blogueiros gostam disto: