fbpx

o blog do grandchef

O que significa a palavra delivery? Origem e curiosidades no Brasil e no mundo

A palavra delivery é um termo em inglês que significa entregar, transmitir, distribuir ou remeter. No Brasil, teve seu surgimento por volta dos anos 2000, sendo mais utilizado para se referir a entrega de comida em domicílio. E, logo, substituiu o termo que era utilizado na época de ‘tele-entrega’. 

O termo também é válido para entrega de mercadorias, farmácias e supermercados que utilizam bastante da palavra delivery. 

Por aqui serão explorados assuntos sobre:

Origem do delivery no Brasil:

No Brasil, o delivery tem origem quando as primeiras empresas se propõem, na década de 80, a realizar entregas de pizza. Assim, como em muitos outros países, a pizza foi a grande pioneira do delivery. 

O delivery ganhou destaque na cidade de São Paulo, onde os entregadores utilizavam bicicletas e mobiletes para realizar as entregas. Na época, aproximadamente, 200 empreendimentos apostavam nesse método de vendas. 

Bem diferente do que encontramos hoje em dia, com a popularização dos pedidos de comida a domicílio e criação dos grandes aplicativos de comida como: iFood, Rappi e aiqfome, que tem como objetivo facilitar o processo de entregas com um marketplace propício para vendas delivery.   

  

Como o delivery surgiu no mundo?

Já no mundo, o delivery tem uma história um tanto diferente. Na Roma Antiga, por meados do século I, estudos indicam que foi onde e quando se iniciou o processo de entregas no mundo. Por ser muito difícil ter uma cozinha na roma antiga, a população não tinha a possibilidade de construir uma. Assim, lugares denominados Thermopolium ofereciam comida, armazenadas em potes de cerâmica em paredes de alvenaria, mantidas quentes até os clientes irem buscar. Mas, claro que o processo não parou por aí, houveram mais várias adaptações deste serviço de entregas até se tornar o que conhecemos hoje. 

  • Índia: Desde o século 19, os dabbawalas entregavam comida caseira no horário do almoço para trabalhadores na cidade de Mumbai. Carregados por trens ou no equilíbrio de bicicletas, a marmita era retirada e devolvida pelos trabalhadores no mesmo local. 
  • 1914 na Europa: Durante a 1ª e a 2ª guerra mundial, como os soldados passavam dias nas trincheiras e precisavam se alimentar, foram criadas as rações pré-cozidas, que podiam ser esquentadas ou consumidas imediatamente, como o serviço de Rotisseries de hoje em dia. 
  • 1950, Estados Unidos: O modelo de pedido parecido com o atual começou nos EUA por meio de ligações, devido ao avanço das tecnologias e das embalagens e, claro, com o surgimento da televisão, tendo a pizza como pioneira e o prato mais entregue do surgimento do delivery por lá.

Outros significados de termos de restaurantes:

Agora que vimos o que significa delivery, que tal descobrir mais sobre termos que são utilizados em restaurantes? 

O que é à la carte?

À la carte é uma expressão típica do francês que significa “como está no cardápio” ou “como listado no cardápio”. Um restaurante à la carte trabalha servindo uma maior variedade de pratos e bebidas, todos listados no cardápio. Além disso, trabalha com alimentos feitos na hora e já pré-definidos, de acordo com o pedido do cliente. Normalmente, são classificados em:  

  • Entradas;
  • Pratos principais;
  • Acompanhamentos;
  • Sobremesas. 

Esse estilo de restaurante vem para ser o contrário de um self-service, que, normalmente, tem uma quantidade muito limitada de opções e no atendimento, em que o cliente se serve sozinho. 

Outro ponto importante de restaurantes à la carte, é disponibilizar a opção de o cliente poder adquirir componentes separados de um produto. 

Leia também sobre: como melhorar a experiência do seu delivery.

O que é prato executivo?

Já o prato executivo se trata daquele famoso prato feito ou PF, que é uma refeição caseira já montada no prato, sem a opção do cliente escolher ou montar o seu próprio prato, como no self-service. 

A maior diferença dele em relação às outras opções de cardápio é ter um preço mais acessível e ser uma refeição completa. E, por ser mais prática, é um dos pratos mais pedidos por quem busca comer fora de casa poupando dinheiro e tempo. 

Normalmente, o prato executivo é uma opção que faz parte do cardápio semanal de restaurantes, com um preço fixo e dentro das opções com melhor custo benefício. 

E lembre-se: embora seja um prato mais econômico, não quer dizer que não precisa ser de qualidade. Para conseguir cativar clientes, ele precisa ser saboroso, de qualidade e ter preço acessível. 

O que é self-service?

O significado do termo self service por sua vez  é uma expressão em inglês que significa “serviço próprio” ou “autosserviço”. É um modelo de atendimento, adotado em grande maioria por restaurantes, onde o cliente tem a possibilidade de servir o seu próprio prato, de acordo com as opções disponibilizadas pelo estabelecimento em uma bancada. 

Os serviços self service são opostos aos tradicionais à la carte, que apresentam uma lista de pratos e bebidas definidos previamente. 

Outro ponto importante é que, neste estilo de restaurante, o valor do prato é medido pelo peso da comida, ou seja, quanto mais alimento o cliente colocar, maior será o peso e consequentemente o valor a ser pago. 

Em resumo, podemos definir self service como um estabelecimento em que o próprio cliente faz o serviço, ou pelo menos parte dele.

Veja também, as melhores estratégias para o seu delivery online aqui.

O que é take away?

Take away ou “levar embora” significa um modelo de entrega derivado do delivery, mas sem levar a comida em domicílio. Nele, o estabelecimento prepara a comida para que o cliente a busque e coma em outro espaço fora do ambiente. 

O modelo também é conhecido como take out, e já presente inclusive em apps de delivery, como a funcionalidade “retire no estabelecimento”. 

Hoje, é bem comum que os estabelecimentos gastronômicos ofereçam o take away como um serviço a mais, um diferencial de atendimento comum. Ou seja, que adotem e ofereçam diferentes formas do cliente pedir, receber e consumir seus pedidos. Tendo opções de delivery, ir ao estabelecimento físico ou só buscar e levar para outro lugar. 

O que é drive-thru?

Drive-thru é um serviço de vendas de produtos, comum em fast foods, que permite o cliente compre o produto sem sair do carro

Para isso, o cliente se dirige até o estabelecimento, faz o pedido direto com um atendente, em uma cabine exclusiva para recolhimento de pedidos, realiza o pagamento, espera por um breve momento, retira o pedido no outro lado da cabine e o leva consigo.   

O que é delivery?

O significado de um delivery de comida é, basicamente, um restaurante oferecer a seus clientes a possibilidade de receber pratos, lanches e uma variedade de refeições no conforto de sua casa ou trabalho. 

A rotina corrida e exaustiva das pessoas, tornou possível o sucesso desta modalidade de vendas. 

Assim, é cada vez mais comum encontrar estabelecimentos que disponibilizam o serviço, e inclusive, que atendem apenas por entregas. 

E para iniciar o processo é bem simples, basta você decidir por quais canais de venda irá vender, qual modalidade de entregas vai adotar (própria ou terceirizada) e estruturar o negócio para as demandas. Mas, isso vamos explicar melhor no próximo tópico. 

Como ter um delivery?

O processo de ter um delivery pode ser feito em 4 passos fáceis, sendo eles: 

  • Escolher o segmento; 
  • Definir a localização do delivery; 
  • Montar o time;
  • Ter um sistema para delivery;

Escolher o segmento

O primeiro passo na hora de montar um delivery é escolher em qual nicho você quer atuar. Comece escolhendo com qual estilo de comida ou bebida você vai trabalhar. 

E, caso você já tenha um restaurante e queira apenas expandir para também atender delivery, considere que precisará ter espaço e funcionários exclusivos para a função. Além de também ter de continuar mantendo a qualidade de seus produtos nos serviços de entrega. 

Para você conseguir estruturar o seu processo de segmentação, é essencial que você conheça bem seu público-alvo. Faça uma análise da concorrência e entenda o que eles proporcionam aos clientes, o investimento para investir no delivery e por fim a viabilidade de tudo isso para seu estabelecimento. 

Definir a localização do delivery

Como segundo passo, você precisa definir em quais localizações irá atender por delivery. Isso porque, em muitos casos, no início pode ser mais viável atender áreas menores e próximas ao seu restaurante, oferecendo um ótimo serviço aos clientes, do que tentar atender uma demanda grandiosa e falhar. 

Afinal, a comida tem que chegar em boas condições para o consumo, quente ou sem derreter, dependendo do caso, bem lacrada, e pronta para que o cliente retire da embalagem e coma. 

Não adianta querer “abraçar o mundo” e proporcionar uma experiência desaagradável ao cliente, então, delimite as regiões para que consiga fazer a entrega em um tempo aceitável e mantendo a qualidade do alimento. E vá aumentando a demanda conforme for possível. 

Com a localização de atuação em mente, você precisa ter um time para dar conta das entregas. 

Montar time

Para o seu delivery ser um sucesso, você precisa contar com um atendente para receber os pedidos, seja via WhatsApp, redes sociais ou aplicativos de delivery. 

E o mais essencial: entregadores, para levar os alimentos até os clientes. Mas, se tratando de entregadores, é possível optar por serviços terceirizados, dispensando a necessidade de contratar entregadores próprios.

Para isso, basta você contratar uma empresa que terceiriza estes serviços, ou até utilizar os entregadores do próprio aplicativo de delivery pelo qual você vende. E assim, partimos para como receber e organizar os pedidos, uma das partes mais importantes para obter sucesso. 

Sistema para restaurante com delivery

Para seu delivery fluir bem, sem falhas ou erros recorrentes, é indispensável ter um sistema para te auxiliar.

O software vai possibilitar a você automações para organizar seu processo de entrega, desde receber pedidos, a organizá-los na cozinha, e ir para a entrega. E nisso, o sistema grandchef entende bem de atender às suas necessidades, seja por um delivery próprio ou utilizando da integração com os maiores aplicativos de delivery. 

O sistema te auxilia centralizando os perfis das plataformas de entrega em uma única tela, facilitando acompanhamento e visualização, além de enviá-los automaticamente para a cozinha. 

Fora isso, você ainda vai contar com rotas de entregas automatizadas para ser capaz de manter o melhor tempo de entregas, a opção de criar um site delivery próprio todo personalizado, mapa de onde se concentram as suas maiores vendas, entregas agendadas e muito mais. 

É facilidade, melhoria de fluxos e automatização de processos que atendem exatamente ao que seu negócio precisa. Assim, você se torna capaz de ter melhor o desenvolvimento, dispor de um serviço de qualidade e agilizar seus processos. 

Faça um teste gratuito agora baixando o grandchef e comprove como é a melhor opção para seu delivery!

o que é delivery

As suas entregas e estabelecimento na palma de sua mão de qualquer lugar em que você estiver.

Leia também:

Por que Usar um Sistema Para Delivery no seu Restaurante?

Margem de Valor Agregado: O Que é e Como Calcular?

O que é Dark Kitchen e Porque Montar uma Cozinha Fantasma?

Receba Dicas de Graça!

Receba Dicas de Graça!

Julianna Giacobbo
Julianna Giacobbo
Formada em letras pela UNESPAR, apaixonada por livros, café e escrita. Redatora no Sistema GrandChef, buscando sempre trazer conteúdos relevantes a donos de bares, restaurantes e similares. Aspirante a escritora, sempre disposta a aprender coisas novas.

Mais Vistos da Semana

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Announce

Cadas
tre-se

logo nova degrade fanstama

Receba grátis dicas para o seu negócio turbinar as vendas

%d blogueiros gostam disto: